Etiquetas

, ,

Sinopse:

6294064

Nas ruas calcetadas de Granada, sob as majestosas torres do Alhambra, ecoam música e segredos. Sónia Cameron não sabe nada sobre o passado chocante da cidade; ela está lá para dançar. Mas num café sossegado, uma conversa casual e uma colecção intrigante de fotografias antigas despertam a sua atenção para a história extraordinária da devastadora Guerra Civil Espanhola.
Setenta anos antes, o café era a casa da unida família Ramirez. Em 1936, um golpe militar liderado por Franco destrói a frágil paz do país, e no coração de Granada a família testemunha as maiores atrocidades do conflito. Divididos pela política e pela tragédia, todos têm de tomar uma posição, travando uma batalha pessoal enquanto a Espanha se autodestrói.
 

 

Opinião:

Um relato fantástico do que terá sido a Espanha da primeira metade do século XX: como se viveu durante a Segunda República e a Guerra Civil, as touradas e o flamenco.

A história principal revolve em volta da família Ramirez, descrevendo como estes trágicos anos afetaram cada parte desta. A censura, as opiniões políticas, a proibição de atividades de entretenimento e a punição daqueles que não cumpriam o que era estritamente definido.

Gostei bastante da influência da dança em Mercedes, da forma como ela era transportada para um outro mundo. Foi fantástico o percurso que fez por amor,através de um país a ser destruído. Granada, Barcelona e claro, Guernica.

guernica_pablo_picasso_s

É, no entanto, um relato bastante triste e deprimente. Por ser tão real, claro. Não fazia ideia da quantidade de mortos, presos politicos e exilados que a guerra e a ditadura de Franco criaram.

Fica a esperança para que estes anos, e os envolvidos, não sejam esquecidos – tal como a autora comenta no final:

A lei [da Memória Histórica] condena formalmente a revolta e a ditadura de Franco, bane os símbolos e as referências ao regime dos edifícios públicos e ordena a remoção dos monumentos em honra de Franco.

quote regresso

Classificação:

4 est

Anúncios